“Acho que ele está se oferecendo para ser meu personal trainer”, responde Dino ao mandar Bolsonaro trabalhar

“Acho que ele está se oferecendo para ser meu personal trainer. Não, obrigado. Que estranha obsessão. Vai trabalhar, presidente. No Maranhão, as rodovias federais estão destruídas.”, respondeu Flávio Dino a Bolsonaro depois de o Presidente voltar a debochar do peso do governador maranhense.

“Você pode ver, quanto mais pobre o estado, mais gordo é o governador. Por coincidência, é uma realidade lá [no Maranhão]”, disse Bolsonaro nesta terça-feira (3), durante entrevista à TV Piauí, ao comentar o envio de recursos federais a estados para o enfrentamento da pandemia de coronavírus.

Em maio, durante uma visita ao Maranhão, Bolsonaro chamou Dino de “gordinho ditador“.

“Lá na Coreia do Sul [do Norte, na verdade] tem uma ditadura, o ditador não é um gordinho? Na Venezuela, também tem uma ditadura, não é um gordinho lá o ditador? E quem é o gordinho ditador aqui do Maranhão?”, provocou o presidente.

No mesmo mês, durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais, ele insultou o governador, chamando-o de “comunista gordo”.

Dino oferece auxílio a Bolsonaro

Flávio Dino encaminhou ofício ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, ofertando auxílio estadual para recuperação emergencial das rodovias federais (BRs) situadas no Maranhão.

De acordo com o ofício encaminhado ao ministro da Infraestrutura, o apoio estadual funcionaria como uma espécie de “mutirão.

JOHN CUTRIM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *