Após áudio de Bolsonaro, caminhoneiros começam a liberar rodovias

Caminhoneiros que são a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro começaram a liberar rodovias federais, nesta quinta-feira (9). Os protestos contra os ministros do Supremo Tribunal Federal começaram na quarta-feira (8) em, pelo menos, 16 estados. O movimento foi consequência dos atos do 07 de setembro.

No Maranhão, foram registrados atos de protesto em duas rodovias que cortam o estado. Na BR-010, no km 300, perto da cidade de Cidelândia, até o início desta tarde, está permitida apenas a passagem de veículos de serviços essenciais, como ambulâncias. Já na BR-230, em Balsas, os manifestantes liberaram a pista por volta das 10h e estão se concentrando nas margens da rodovia.

Às 14h30, segundo boletim do Ministério da Infraestrutura com dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), eram registrados pontos de concentração em rodovias federais de 13 estados, mas não havia nenhuma interdição. Nos estados de SC, RS, PR, BA, MT, PA, MG, MS, RO, GO, MA, RJ e TO o trânsito está liberado, mas ainda há abordagem a veículos de cargas.

Na maioria dos locais, apenas carros pequenos, veículos de emergência e cargas de alimentos perecíveis tiveram o trânsito liberado pelos manifestantes.

O presidente Jair Bolsonaro gravou um áudio pedindo aos caminhoneiros que liberem as estradas do país. Na gravação, Bolsonaro diz que a ação “atrapalha a economia” e “prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *