Braide quer custear internet e gastos com conectividade dos professores de São Luís

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide, encaminhou nesta segunda-feira (30), à Câmara Municipal, em regime de urgência, o Projeto de Lei que cria o “Auxílio Conectividade”. O objetivo é o custeio de despesas com internet e conectividade, decorrentes da realização de atividades educacionais de forma remota, por força da pandemia da Covid-19.

“As atividades educacionais foram fortemente impactadas em razão da pandemia da Covid-19 e, diante do retorno gradual das aulas presenciais, conforme normas e diretrizes estabelecidas no Decreto n.º 57.116, de 12 de agosto de 2021, a adoção do sistema de ensino remoto é uma realidade para garantir o atendimento dos alunos da rede municipal, aliada à garantia das condições mínimas para que os profissionais do magistério realizem suas atividades de forma segura e eficiente”, disse o prefeito na mensagem encaminhada aos vereadores.

O “Auxílio Conectividade” terá valor mensal de R$ 70,00 (setenta reais) e será concedido, retroativamente, a 1º de março de 2021. Segundo o Projeto de Lei, o auxílio não sofrerá incidência de contribuição para o Regime de Previdência do servidor público.

“Nossa proposta é a de garantir os meios necessários à realização das atividades pedagógicas não presenciais aos nossos professores, aos quais, desde já, agradeço o empenho de todos por uma educação melhor”, concluiu Eduardo Braide.

O Projeto de Lei, de autoria do Poder Executivo, que cria o “Auxílio Conectividade”, já está na Câmara Municipal, onde aguarda a deliberação dos vereadores de São Luís. (Marrapá)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *