Folha vê tentativa de compra de votos por Bolsonaro e dano econômico duradouro

(Foto: Divulgação)

Brasil 247 – A crise econômica provocada por Jair Bolsonaro tem um claro viés eleitoreiro, aponta editorial da Folha d S. Paulo deste sábado. “São evidentes os objetivos eleitoreiros do mandatário irresponsável. Sua popularidade entre os mais pobres despencou com o fim do auxílio pago no auge da pandemia e sua reeleição parece ameaçada”, diz o texto.

“O dano causado à economia será profundo e duradouro, como indicam as primeiras reações da praça. A queda do valor das ações e a alta do dólar e dos juros anunciam o preço que o país pagará pela inépcia de Bolsonaro e sua equipe. O descrédito do governo levará investidores a cobrar mais juros para financiar suas dívidas, a desvalorização do câmbio trará mais inflação, e o aperto financeiro deprimirá a atividade econômica”, aponta ainda o editorialista.

Ministério público deflagra operação na câmara municipal de raposa após denúncias contra o presidente Beka Rodrigues

Os vereadores decanos da Câmara Municipal de Raposa-MA, entregaram denúncia ao Ministério Público direcionados ao Promotor Reinaldo Campos contra o vereador Benoniel Beka Rodrigues (PCdoB), que hoje perdeu o apoio de mais 2 vereadores, pois todos estão estarrecidos com esses desmandos que vêm ocorrendo na câmara municipal. Daí então, a movimentação do MP para deflagrar essa operação contra o parlamentar.

Na justificativa ficou registrado que, em plena crise causada pela declaração de pandemia do Novo Corona Vírus, o mesmo teria gastado quase 200 mil reais (R$ 193.284,50), com a empresa L.C.CHAVES – ME (DLX SERVICOS DIVERSOS), na compra de itens como leite líquido, café, açúcar, biscoito cream craker, manteiga, botijão de gás, água mineral, refrigerantes, adoçante e coador de café, apenas em 2020, essa mesma empresa que também vendeu 10.000 panos de café no ano passado. No entanto, a empresa, com sede em São Luís, no Residencial Pinheiros, no bairro da Cohama, é registrada como oferecendo apenas serviços de instalação e manutenção elétrica.

Em um momento em que é preciso reduzir gastos, o presidente da Câmara de Raposa não poupou os cofres da prefeitura, ao contrário disso, usou em seu próprio benefício, causando um rombo de natureza gigantesca.

Identificado o militar do Exército que morreu em acidente no Campo de Peris

A vítima fatal foi o soldado Danilo Pereira da Silva, de apenas 19 anos, natural do município de Valença (PI) , que estava atuando nas obras de manutenção da BR-315.

O soldado Danilo Pereira da Silva, de apenas 19 anos, do 3º Batalhão de Engenharia de Construção, “Batalhão Visconde da Parnaíba”, com sede no município de Picos (313 km de Teresina), morreu na manhã desta segunda-feira (25), após uma viatura militar tombar na região do Campo de Peris, na cidade de Bacabeira, no Maranhão.

O Meionorte.com apurou que a vítima estava no caminhão do exército com mais outros dois soldados, que sobreviveram. Um dos envolvidos não teve lesões, mas o segundo, o motorista, ficou gravemente ferido e está recebendo atendimento médico em um hospital de São Luís, segundo a Polícia Rodoviária Federal do Maranhão (PRF-MA), que atendeu a ocorrência.

Soldado do 3º BEC de Picos morre durante acidente com viatura no Maranhão (Foto: Redes Sociais)

Danilo Pereira da Silva era natural do município de Valença (PI), ingressou no Exército Brasileiro em 1 ° de março de 2020 e estava atuando nas obras de manutenção da BR-315 no Maranhão. Em nota enviada à reportagem, o 3º Batalhão de Engenharia de Construção lamentou a morte do Soldado e informou que foi instaurado Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar as causas do acidente. 

“O 3º Batalhão de Engenharia de Construção solidariza-se com a família e os amigos do Soldado Danilo Silva e está prestando todo o apoio necessário nesse momento de profunda tristeza. Os militares e suas famílias estão sendo acompanhados, com apoio médico, psicológico e espiritual. Foi instaurado Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar as causas do acidente”, diz trecho da nota de pesar.

Confira o vídeo: 

Redação Suelda Santos

Pastor deixa carta avisando que ressuscitará no 3º dia e viúva proíbe enterro

O pastor Huber Carlos Rodrigues de Goiatuba, na região sul de Goiás, morreu e deixou uma carta falando que ressuscitaria no terceiro dia. A mulher do religioso se negou a liberar o corpo do marido para ser enterrado após ver o documento. A informação foi confirmada pelo advogado da família.
A funerária da cidade disse que o corpo dele está refrigerado em uma sala aguardando o prazo em respeito ao pedido da viúva. O pastor morreu na última sexta-feira (22) por complicações cardiorrespiratórias em um hospital de Itumbiara a 55 km de Goiatuba.
No documento, assinado em 2008, o pastor releva que teve divinas revelações do Espirito Santo e que passaria por um “mistério de Deus”, onde ressuscitaria às 23h30 – três dias após sua morte. O prazo termina na noite desta segunda-feira (25).
Carta do pastor
“Minha integridade física tem que ser totalmente preservada, pois ficarei por três dias morto, sendo que no 3ª dia, eu ressuscitarei. Meu corpo durante os três dias não terá mau cheiro e nem se decomporá, pois o próprio Deus terá preparado minha carne e meu cérebro para passar por essa experiência”, escreveu na carta.
A declaração não foi registrada em cartório, mas foi assinada por duas testemunhas. Com informações do G1.

Moro se filia ao Podemos do Paraná até 10 de novembro

Na terceira via, ex-juiz tentará assumir liderança entre os que se apresentam como anti-Lula e anti-Bolsonaro

O ex-juiz titular da Lava Jato e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, vai se filiar ao Podemos, até o dia 10 de novembro. A decisão de que Moro assine a ficha de filiação pelo estado do Paraná — e não por São Paulo — é mais um elemento a colaborar com o projeto de candidatura presidencial, e não ao Senado. O principal líder do Podemos, Álvaro Dias, já detém a única cadeira do Paraná no Senado.

O ex-juiz vai manter como principal marca de sua eventual candidatura a bandeira do combate à corrupção. Apoiadores esperam que ele seja recebido pelo eleitorado como uma espécie de anti-Lula e também de anti-Bolsonaro. Para reforçar essa imagem, e como forma de marcar o início dessa trajetória, está previsto para o início de dezembro o lançamento do livro Contra o Sistema da Corrupção, de autoria de Moro.

O ex-magistrado, que hoje vive nos Estados Unidos, mantém reserva sobre o tema e evita dar declarações sobre a candidatura. No entanto, o vazamento de informações sobre sua filiação, rompendo o compromisso de sigilo, veio logo após a notícia da filiação do senador Rodrigo Pacheco ao PSD, prevista para esta quarta. Os movimentos de ambos sinalizam para a tentativa de se destacar do pelotão de pelo menos sete potenciais pré-candidatos da chamada terceira via, como forma de se antecipar nas articulações pré-eleitorais.

Na disputa com Pacheco, Moro é visto como nome mais forte, por sair na frente no quesito “conhecimento do eleitor”. O ex-juiz é amplamente mais conhecido pelo eleitor do que o presidente do Senado. No entanto, o senador teria margem expressiva para crescer, uma vez que está livre da eventual rejeição, à qual Moro não estaria imune.

R7

Senado aprova projeto que cria o “vale-gás” para as famílias de baixa renda

O Senado aprovou por ampla maioria (76 votos a favor e um contrário) o projeto de lei que cria um vale para a compra de gás de cozinha para os mais pobres, batizado de Programa Gás para os Brasileiros, que será de caráter permanente. A intenção é financiá-lo a partir de dividendos pagos pela Petrobras à União e outras receitas obtidas a partir da produção de petróleo. O texto prevê que o governo federal transfira diretamente para famílias de baixa renda um valor que varia entre 50% e 100% do preço do botijão, dependendo da renda e da região do país, a cada dois meses. A medida poderá beneficiar 20 milhões de famílias, segundo estimativas do Congresso. Agora, a proposta volta à Câmara, pois foi alterada no Senado pelo relator Marcelo Castro (MDB-PI).

A principal mudança realizada por Castro é quanto à forma de financiamento. Anteriormente, o projeto previa a cobrança da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre o próprio gás, atualmente zerada, como forma de obter os recursos. Agora, o dinheiro virá de dividendos da Petrobras à União, bônus de assinatura de leilões, royalties e participações especiais da exploração de petróleo. O senador calcula que o programa deve custar entre R$ 5 bilhões e R$ 6 bilhões, considerando o valor do botijão em R$ 100. A proposta prevê que terão direito ao vale-gás as famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) do Ministério da Cidadania, que é a base do Bolsa Família, e idosos e pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Ainda será necessário regulamentar como o programa será operacionalizado e os valores distribuídos.

Caminhão do Exército tomba no Campos de Peris, mata militar e fere dois

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou um grave acidente, na BR-135, no Campo de Peris, na manhã desta segunda-feira (25), que resultou na morte de um militar do Exército. Uma equipe da PRF foi ao local para realizar o atendimento da ocorrência.

De acordo com as primeiras informações da PRF, o militar trabalhava na rodovia quando o caminhão tombou e ele não resistiu e morreu. Além da vítima fatal, mais dois militares estavam no caminhão. Um está em estado grave e o outro com ferimentos leves.

O 24º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS) enviou uma nota sobre o caso.

O tombamento de um caminhão, registrado na manhã desta segunda-feira no Campo de Peris, na BR-135, deixou como vítima fatal um militar do exército que trabalhava na obra da rodovia, desenvolvida pelo DNIT e Exército. Uma equipe da PRF já está no local para atender a ocorrência.

Segundo 24º Bis, o acidente envolveu três militares com lotação no 3º Bec (Batalhão de Engenharia de Construção) um veio a óbito, outro foi hospitalizado e terceiro saiu ileso.

Da redação com informações do MA10

Cota de gênero: Justiça Eleitoral cassa mandato de vereadores de Colatina, ES

Os vereadores Wagner Neumeg e Marcelo Carvalho, ambos do partido Patriota, tiveram os votos recebidos nas Eleições de 2020 anulados. Decisão considerou que o partido fraudou a cota de gênero, que obriga as legendas a terem, no mínimo, 30% de candidaturas femininas.

Dois vereadores colatinenses, Wagner Neumeg e Marcelo Carvalho, ambos do partido Patriota, tiveram os mandatos cassados pela Justiça Eleitoral no Espírito Santo. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (21), pelo juiz Ewerton Nicoli, da 6ª Zona Eleitoral de Colatina, Noroeste do Espírito Santo. A defesa dos parlamentares informou que irá recorrer da sentença.

A sentença julgou, após uma denúncia, que o partido fraudou a cota de gênero na disputa eleitoral de 2020. A lei obriga as legendas tenham, no mínimo 30%, de candidaturas femininas.

Além da cassação dos mandatos, a decisão considerou ainda que a candidatura de Maria Das Graças Flores foi lançada apenas burlar a legislação eleitoral. A candidata não recebeu nenhum voto na última eleição.

Para a Justiça, não está claro, no entanto, se os vereadores cassados tiveram participação direta na manobra para burlar a lei eleitoral.

Além dos vereadores e da candidata, a justiça eleitoral investiga também o presidente do Patriota em Colatina, Marcelo Rodrigues. Ele concorreu ao cargo de vereador nas últimas eleições e era suplente para ocupar uma vaga na câmara. Marcelo também teve os votos anulados pela decisão do juiz.

A mesma sentença tornou Maria Das Graças Flores inelegível pelo período de oito anos.

A decisão em primeira instância e ainda cabe recurso. Até que o processo seja julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES), os vereadores seguirão no cargo.

Caso o pleno do TRE-ES decida pela pela manutenção da decisão de primeira instância, os vereadores poderão ainda recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Apenas após isso, eles serão afastados do cargo.

Defesa

Em nota, a defesa dos vereadores, conduzida pelo advogado Ludgero Liberato, informou que vai recorrer no Tribunal Regional Eleitoral. O advogado destacou ainda que a decisão, embora tenha determinado a cassação, já reconheceu a inexistência de qualquer conduta irregular por parte dos vereadores eleitos.

G1 Es

Paço do Lumiar: Matéria sobre suposto desvio de cestas básicas é FAKE


A Prefeitura de Paço do Lumiar, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social – SEMDES, se pronunciou a respeito da denúncia de um suposto desvio de cestas básicas, ventilado por um blog local. Esclarece ainda que, na verdade o ocorrido diz respeito a um translado e efetividade para logística visando acontecimento da próxima ação de distribuição neste sábado (23).
Reforça ainda que as cestas básicas adquiridas pela Prefeitura de Paço do Lumiar são entregues à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social – SEMDES, órgão gestor municipal responsável pela execução da Política de Assistência Social. A entrega obedece a critérios de vulnerabilidade social das famílias acompanhadas nos equipamentos sociais, CRAS, CREAS, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Centro de Convivência do Idoso, Programa Primeira Infância do SUAS/Criança Feliz.

 

Além dos equipamentos públicos, instituições volta

das ao trabalho social com crianças, adolescentes, mulheres e idosos tam

bém recebem mediante solicitação por ofício à SEMDES, não havendo nenhuma irregularidade quanto a estas demandas requisitadas.

Por fim, visando maior transparência, todas as entregas realizadas são devidamente registradas através de recibos de benefício eventual – auxílio alimentação /cesta básica, bem como, divulgadas amplamente nas redes sociais, com registros fotográficos.