Mulher é assassinada pelo ex-companheiro na frente da filha em São Luís

Uma mulher identificada como Gildelene Botelho Braga foi morta a golpes de faca pelo ex-companheiro, Elionaldo Ferreira, na área Itaqui-Bacanga, em São Luís.
O crime aconteceu na manhã desta segunda-feira (27), por volta das 11h, na casa onde ela morava, na Vila Bacanga. A ação criminosa foi presenciada por uma filha e uma amiga de Gildelene Braga.
Depois do crime, Elionaldo tentou fugir de São Luís, mas foi localizado e preso na Vila Samara. O assassino estava em um veículo Fiat Línea, de cor vinho.
De acordo com a polícia, Gildelene tinha um relacionamento conturbado com o ex-companheiro e decidiu pela separação.
A vítima chegou a formalizar uma denúncia na Casa da Mulher Brasileira contra Elionaldo, antes de ser morta. Mesmo com medida protetiva, Gildelene continuava sofrendo ameaças de morte.
Após a separação, o assassino teria passado a residir em Fortaleza, no Ceará.
O assassino foi encaminhado para a Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) para prestar depoimento e ser autuado em flagrante.
Mensagem de indignação para o ex-companheiro
Após a separação, o ex-companheiro vinha fazendo cobranças por investimentos feitos na casa, o que revoltava Gildelene. Ela deixa isso claro em um áudio encaminhado a ele.
“…sendo humilhada, passando fome dentro de casa. Puxou arma, puxou facão. Suportei tudo isso. Aí tenho um filho de 7 anos contigo. Aí tu me cobrando uma porta, uma janela, uma fiação, uma escada. Tu é todo certo. Só quem é errada é eu. Engraçado. Teu filho mora comigo dentro de uma casa. Aí tu não pode deixar isso como migalha pra teu filho. Porque isso é migalha. Tu não é homem, tu é um moleque safado. Se tu fosse homem, tu não ficava me cobrando isso”, desabafa Gildelene.
NETO WEBA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *